Cirurgia Plástica

CIRURGIA DE PALPEBRAS

Com o decorrer da vida, fatores como: idade, textura da pele, distúrbios da acui-dade visual, problemas emocionais, etc., poderão deixar como conseqüência sua marca no território das pálpebras.
Sinônimos: cirurgia plástica das pálpebras.
Indicações: A cirurgia plástica das pálpebras é indicada para corrigir os excessos de pele, gordura (bolsas) e flacidez muscular da região palpebral. Ela deve melhorar o aspecto estético, sem prejudicar a função. Anestesia: local (com ou sem sedação) ou geral.
Local da Cirurgia: ambulatorial ou ambiente hospitalar.
Tempo de Cirurgia: cerca de 1 hora e 30 minutos.
Tempo de Internação: Não necessita.
Banho: a partir do 2° dia.
Pós-operatório: O edema (inchaço) atinge o máximo nos primeiros três dias. O uso de compressas de chá de camomila gelado ajuda a diminuí-lo. É recomendado o uso de óculos escuros nos primeiros dias. Deve-se tomar cuidado com a exposição ao sol enquanto existirem manchas roxas, para evitar que elas se tornem definitivas.
Dor: Geralmente não há dor, a qual, quando presente, é facilmente controlada com analgésicos comuns. Curativos: Em casa, apenas as compressas frias. Os pontos podem ser retirados a partir do 5° dia. Cicatrizes: Em razão da pele das pálpebras ter uma espessura muito fina, as cicatrizes tendem a ficar bem disfarçadas, localizadas nos sulcos da pele, tornando-se quase que imperceptíveis após os três meses.
Riscos: Baixa incidência de complicações.

Antes e depois